© Todos os direitos reservados
     Criado por:

WERKSTATT STUDIODESIGN

EDUCADORPONTOCOM Capacitação e Desenvolvimento é pessoa jurídica, registrada no CNPJ sob o nº 27.900.272/0001-02
Rio Grande do Sul - Brasil

O BOM NAVEGADOR SE CONHECE NA TEMPESTADE

September 12, 2016

 

No início de 2015, recebi alguns estudos e projeções para o ano de 2015 e 2016.

O cenário projetado foi negro. Crises anunciadas, demissões em massa, empresas fechando e economia entrando em caos.

O país atravessa um período instável, as empresas reduzem significativamente as suas receitas, os custos entram em colapso e a lucratividade é colocada em xeque.

Os gestores se desesperam e a instabilidade ameaça significativamente as instituições. É como um navio que entra em uma tempestade. Por mais que se faça, para manter a rota da embarcação, os ventos fortes e o mar revolto sempre tiram o navio da sua rota.

É nestas condições que o bom navegador aparece. Este mar revolto não é para marinheiros de primeira viagem. Mas que navegador é este? O que esperar deste navegador?

É o momento de apertar o cinto, cortar despesas e custos, deixar os investimentos pesados para um período de mares mais calmos. É preciso ter paciência e não entrar em pânico.

Neste mar revolto, o bom navegador é aquele que continuará olhando para frente, é necessário ser estratégico e saber mobilizar as suas equipes.

É claro que muitos serão desligados de seus cargos e funções e muitas instituições encerrarão suas atividades e fecharão as portas, temporária ou permanentemente. Isso acontecerá ora porque as empresas precisam enxugar os seus quadros, ora porque em época de mares calmos, não se prepararam para as adversidades, ora porque entendem que os bons colaboradores são caros e um colaborador mais barato pode desempenhar a mesma tarefa.

Se você for um destes executivos que foi dispensado, olhe para a frente. Um bom navegador sabe se livrar das ondas de baixo astral ou da depressão das ondas. 

É normal a frustração, o medo e a ansiedade. Mas o bom navegador permanece firme, mantendo o equilíbrio em meio à tormenta e não perde a capacidade de agir com energia.

Precisamos acreditar no país e acreditar que a tempestade vai passar, ainda que em períodos de turbulência, e seguir em frente.

O bom navegador não se intimida com aquele que faz uso do seu cargo para fazer entender que é competente. O mundo está cheio de especialistas a partir dos pensamentos e ideias dos outros e de estrategistas falidos. É preciso ser mais que isto. Os maus gestores cairão e derrubarão antes as suas empresas e instituições. O bom navegador permanecerá se equilibrando e se manterá de pé.

 

Prof. Uwe Roberto Strauss

www.educadorpontocom.com.br