© Todos os direitos reservados
     Criado por:

WERKSTATT STUDIODESIGN

EDUCADORPONTOCOM Capacitação e Desenvolvimento é pessoa jurídica, registrada no CNPJ sob o nº 27.900.272/0001-02
Rio Grande do Sul - Brasil

O QUE COMEMORAR NO DIA 31 DE OUTUBRO?

October 31, 2015

    O dia 31 de Outubro é uma data para a qual sempre tem se dado inúmeras interpretações.

    Quando a data se aproxima, vejo com frequência comentários alusivos ao Halloween.

    Para os luteranos, lembra o aniversário da Reforma Luterana, desencadeada por Martinho Lutero, quando, simbolicamente, no dia 31 de Outubro de 1517, Lutero fixou 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg.

    Na cultura pagã, o dia 31 de Outubro também é lembrado como o Dia das Bruxas ou “Halloween”. O que uma data tem a ver com outra? NADA.

    No entanto, precisamos saber a origem das datas comemorativas, para saber o que estamos comemorando.

    A origem de Halloween vem da celebração pagã “samhain”, dos druidas celtas, que objetivava dar culto aos mortos. Com a invasão das Ilhas Britânicas, pelos Romanos, por volta do ano 46 A.C., a cultura latina mesclou-se com a cultura celta. As festividades do samhain eram celebradas por ritos presididos por  sacerdotes druidas que, acreditava-se, eram intermediários entre as pessoas e seus antepassados.

    Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. Também acreditavam que os espíritos dos mortos voltavam para visitar seus antigos lares e guiar seus familiares rumo ao outro mundo.

    A Igreja Católica introduziu várias transformações no legado cultural, a partir das festas populares, mas foi o Papa Gregório IV que instituiu, no ano de 840 a celebração universal da Festa de Todos os Santos. Uma vigília anterior à celebração chamava-se “All Hallow´s Eve” (Vigília de Todos os Santos), que passou para as formas “All Hallowed Eve” e “All Hallow Een”, até chegar à palavra atual Halloween”.

    O termo “Dia das Bruxas” não tem nada a ver com o termo Halloween e é utilizado pelos povos de origem portuguesa.

    Na verdade, as comemorações desta data, com origem na cultura pagã celta, atualmente já é uma mescla de diversas culturas, mesclando elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria, com uma festa repleta de bruxas, vampiros, fantasmas e monstros, algumas beirando ao ocultismo.

    A data de 31 de Outubro, muito provavelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas, vem sendo utilizada por grupos neo-pagãos e celebrada com um intenso interesse comercial para a promoção de eventos e comercialização de produtos.

    Para os luteranos, por outro lado, comemorar o dia 31 de Outubro significa lembrar de um ícone da história - Lutero - que jamais teve por ímpeto a divisão da igreja da época. Mas, sim, objetivou promover um debate sobre o que entendia estar errado na prática da igreja a qual servia.

    Além disso, Lutero trouxe muitas contribuições. Entre elas, a que mais se destaca é a doutrina da justificação por graça mediante a fé. Ou seja: Somente a graça de Deus nos salva. Lutero, homem dotado de grande fé, atormentado pelos ensinamentos da época, certo dia entendeu o significado do que estava escrito em Romanos 1.17: “ A justiça de Deus se revela no evangelho, como está escrito: O JUSTO VIVERÁ POR FÉ”.

    Os ensinamentos que vem destas palavras encontradas nas Sagradas Escrituras são consistentes, dotados de uma enorme sabedoria e não são frutos de uma mescla de culturas, que levam ao festejo pagão e sem fundamento.

    Por estas razões, como luterano que sou, não posso ensinar uma coisa e fazer outra. Assim, no dia 31 de Outubro, eu lembro da reforma luterana e não de halloween.

    Não posso, assim, imaginar atividades educativas alusivas ao Dia das Bruxas mas, sim, celebrar a fé e a graça de Deus.