© Todos os direitos reservados
     Criado por:

WERKSTATT STUDIODESIGN

EDUCADORPONTOCOM Capacitação e Desenvolvimento é pessoa jurídica, registrada no CNPJ sob o nº 27.900.272/0001-02
Rio Grande do Sul - Brasil
Buscar
  • Admin

LA CASA DE PAPEL


La Casa de Papel é uma série de televisão que tem trazido, desde sua estreia, em 2017, no Netflix, inúmeros comentários positivos, negativos e aqueles comentários que questionam a qualidade da série.

A série foi criada por Álex Pina para a rede de televisão espanhola Antena 3 e estrelou com Úrsula Corberó (Tókyo), Alba Flores (Nairóbi), Itziar Ituño (Raquel Murillo), Pedro Alonso (Berlin), Paco Tous (Moscou), Jaime Lorente (Denver), Miguel Herrán (Rio), Darko Peric (Helsinque), Roberto García (Oslo) e Álvaro Morte, conhecido na trama por El Profesor.

Já ocorrem duas temporadas da série e está prevista nova série para ser lançada em 2019.

Para quem não assistiu a série, a trama consiste no planejamento do maior assalto do século, articulado e pensado por um homem misterioso, conhecido por "El Profesor".

El Profesor (Professor) recruta oito pessoas com habilidades específicas e que não têm nada a perder. O objetivo é entrar na Casa da Moeda Espanhola (La Casa de Papel), de modo que possam imprimir 2,4 milhões de euros, em onze dias de reclusão, durante os quais lidam com sessenta e sete reféns e as forças da polícia de elite

A negociadora Raquel entra em contato com El Profesor e a trama segue com diversos episódios repletos de ação e os desdobramentos já planejados por El Profesor, para estar sempre a frente dos passos da polícia de elite e da negociadora com a equipe de investigação.

Longe de querer comparar a figura do principal protagonista da trama com um professor real, o que, aliás, é comum em tramas em filmes e televisão, onde figuras caricatas são assumidas por personagens que tem o papel de professor, o seriado levou a diversas avaliações e análises, sobre as lições estratégicas que podem ser analisadas.

Embora em um papel a ser condenado pela sociedade, por planejar algo ilícito, é de se destacar a capacidade de organização, preparação, treinamento e planejamento do personagem El Profesor.

A equipe de oito personagens que auxiliaram El Profesor a entrar na La Casa de Papel foi minuciosamente orientada no início da trama, em um retiro, durante vários dias, simulando e avaliando todas as opções, alternativas e possibilidades.

Todos sabiam o que era para ser feito e quando ser feito, com uma precisão impecável.

El Profesor e sua equipe estavam preparados para eventuais mudanças de rumo, de acordo com novos cenários. Para isso, estudaram várias situações do que a polícia poderia fazer.

Cada um dos integrantes da equipe tinha funções específicas, pensadas de acordo com o perfil próprio de cada um. Assim, todas as situações sempre tinham o apoio de uma equipe que complementava as necessidades, dando suporte e apoio.

El Profesor conhecia bem os funcionários da El Casa de Papel, bem como soube aproximar-se da polícia, para negociação e sem ser identificado.

Deixando de lado o caráter ilícito da trama, mas focando na forma de organização, podemos identificar ao menos cinco estratégias importantes para uma organização:

1) TREINAMENTO: Uma equipe treinada e preparada minuciosamente para alcançar o objetivo faz a diferença no mercado;

2) PLANEJAMENTO: Todos sabem o que fazer e quando ser feito;

3) ANTECIPAÇÃO: A equipe prepara-se antecipadamente para diversos cenários e decide quais alternativas usar para cada um dos possíveis cenários;

4) EQUIPE COMPLEMENTAR: Cada integrante da equipe tem suas funções específicas e funções adicionais, de acordo com as características do seu perfil, a serem usadas em diversas situações, complementando uns aos outros;

5) CONHEÇA SEUS CONCORRENTES: Não há como entrar em um mercado, sem conhecer os seus concorrentes. A equipe e, especialmente, as lideranças precisam conhecer os seus concorrentes, sob pena de ser subjugado pela concorrência.


43 visualizações