© Todos os direitos reservados
     Criado por:

WERKSTATT STUDIODESIGN

EDUCADORPONTOCOM Capacitação e Desenvolvimento é pessoa jurídica, registrada no CNPJ sob o nº 27.900.272/0001-02
Rio Grande do Sul - Brasil
Buscar
  • Admin

JARDIM HABITADO


Em um dos muitos textos de Goethe (1749-1832), famoso escritor e poeta alemão, autor de “Fausto”, poema trágico, obra prima da literatura alemã, encontramos o seguinte texto:

“O mundo é tão vazio se o imaginamos apenas com morros, rios e cidades. Mas saber que aqui e ali existem pessoas que se afinam conosco e com as quais nós também silenciosamente vivemos adiante, isso torna este mundo um jardim habitado.”

Durante os meses de janeiro e fevereiro as escolas ficam vazias e sem graça. Pessoalmente, costumo dizer que escola sem crianças não é escola. Na verdade, a escola só não fica mais silenciosa porque aqui e acolá se escuta um martelo batendo, uma furadeira funcionando ou o ruído de alguns poucos funcionários que permanecem de plantão conversando. As vezes, o toque do telefone ou do porteiro eletrônico. Mas, desde hoje, dia 19, a maioria das escolas novamente ganham vida e isto se percebe logo com as vozes das crianças, o sorriso de alegria por reencontrar os amigos e alguns suspiros de ansiedade porque vai começar tudo de novo ou porque para alguns é uma escola nova. O início do ano letivo é cheio de expectativas, recebendo vários alunos novos e outros que retornam do ano anterior. A escola é o segundo lar das crianças e é onde, depois da casa de cada um, se passa a maior parte do tempo.

Por estes motivos, o texto de Goethe é apropriado à escola, que no início das aulas se torna um "jardim habitado", com pessoas que se afinam e com as quais silenciosamente se vive adiante.


16 visualizações