© Todos os direitos reservados
     Criado por:

WERKSTATT STUDIODESIGN

EDUCADORPONTOCOM Capacitação e Desenvolvimento é pessoa jurídica, registrada no CNPJ sob o nº 27.900.272/0001-02
Rio Grande do Sul - Brasil

BEM-ESTAR DOCENTE

A conceituação de bem-estar docente está fortemente ligada ao significado do trabalho para cada professor, às percepções desta dimensão como parte de suas vidas e à satisfação que experimentam ao exercer a docência. Expressa a ideia de motivação docente relativa a um conjunto de competências de resiliência e de estratégias desenvolvidas para conseguir realizar seu trabalho frente às dificuldades.

Ensinar é um ato emocional, mas a emoção difere para cada professor. A emoção que emana do trabalho docente tem muito a ver com suas relações positivas. A identidade profissional é uma dimensão pessoal em constante construção.

O aspecto afetivo-emocional é de suma importância para o bem-estar docente e deve ser uma preocupação dos professores e também da escola, pois na emoção docente estão envolvidos os motivos, os projetos e a personalidade de cada um e também o ambiente em que o professor está inserido, além de como ele percebe o ato de ensinar.

Em seu artigo "Grupo de Pesquisa Mal-Estar e Bem-Estar na Docência" (2007), os pesquisadores Juan Mosquera, Claus Stobäus e Bettina Santos definem que o bem-estar docente" está associado às tentativas de auxiliar a redescobrir o seu papel, em especial frente às crises nas instituições educacionais, quanto à sua função, às ações pedagógicas, influenciadas pelas mudanças rápidas no contexto social, na introdução de tecnologias de informação e comunicação cada vez mais rapidamente e mais novos, à divulgação de informações em outros meios mais rápidos e de maior abrangência, como a internet".

As atitudes positivas em relação aos colegas e aos estudantes e em relação a si próprios são fontes de bem-estar, pois os sucessos diários se dão com a valorização das qualidades pessoais e relacionais. Gostar de ensinar e de estar com os alunos são pressupostos básicos de bem-estar docente, pois há uma estreita relação entre o bem-estar docente e o bem-estar discente, no que se refere às relações, pois a satisfação do professor influencia diretamente na satisfação do estudante, principalmente na sala de aula.

O bem-estar docente não é a ausência de mal-estar, mas centra-se na figura do professor enquanto ator de sua própria vida, seu papel frente às vivências sociais e às possibilidades de lançar mão de suas forças enquanto apoio para os demais que fazem parte de sua rede de convivência.

Bem-estar docente é o reconstruir-se diariamente.

Magali Metz

Psicóloga, Mestre em Educação

Coordenadora do Núcleo de Apoio Docente e Discente

da QI Escolas e Faculdades